Agert realiza Live sobre a Propaganda Eleitoral 2022 nesta quarta-feira (23/02)

Com o objetivo de orientar os radiodifusores e os profissionais que atuam nas emissoras de rádio e Televisão, a Agert realiza nesta quarta-feira (23/020, às 14 hora, uma Livre sobre a Propaganda Eleitoral 2022, detalhando as regras.

O evento será coordenado pela vice-presidente jurídica da entidade, Drª Débora Dalcin Rodrigues. A entidade também enviou para os seus associados uma cartilha com as principais orientações.

A live poderá ser acompanhada pela plataforma zoom no seguinte link:

https://us06web.zoom.us/j/89503528920?pwd=dXBqQTQ3WFhKY2IzaGV0eXRJNHErUT09

Dia Mundial do Rádio

A Agert saúda o Dia Mundial do Rádio, que ocorre no dia 13 de fevereiro. A data foi oficializada pela Unesco na sua Conferência Geral em 2011 e é comemorado em 13 de fevereiro em homenagem à primeira emissão de um programa da Rádio das Nações Unidas, em 1946, que foi transmitido simultaneamente para seis países.

Vida longa ao Rádio. Sempre presente em todos os locais e na vida das pessoas.

Roberto Cervo Melão

Presidente

Congresso Nacional derruba veto à compensação fiscal

Em sessão conjunta, nesta terça-feira (8), o Congresso Nacional derrubou o veto presidencial à compensação fiscal prevista na Lei nº 14.291/2022, que estabeleceu o retorno da propaganda partidária gratuita no rádio e na televisão.

Por 344 votos a favor da derrubada do veto e 49 votos contrários, na Câmara, e 54 votos a favor e 14 contrários, no Senado, deputados e senadores mantiveram o mecanismo da compensação fiscal, contrapartida do Estado pela cessão do tempo destinado à transmissão da propaganda partidária.

Os parlamentares foram sensíveis ao pleito da ABERT, que acompanhou os desdobramentos do veto a um dispositivo assegurado desde a década de 1980 e que, apesar de não representar ressarcimento financeiro para as emissoras de radiodifusão, atenua o impacto negativo com a queda de audiência, perdas de receitas publicitárias e custos operacionais impostos às emissoras durante a veiculação da propaganda partidária.

"Esta é uma vitória fundamental para a radiodifusão, sempre unida na defesa do rádio e da TV aberta do país. O legislativo brasileiro, mais uma vez, foi sensível a um tema de relevante importância para o nosso setor", comemorou o presidente da ABERT, Flávio Lara Resende.

Fonte: Abert