Estado perdeu 88,6 mil empregos formais de janeiro a agosto deste ano

O pesquisador do Departamento de Economia e Estatística (DEE), vinculado à secretaria de Planejamento do Estado, Guilherme Xavier Sobrinho, destaca que a estiagem e a pandemia foram os fatores principais no aumento do desemprego formal no Estado.

Attachments: