UMA DAS MULHERS MAIS VISADAS DO CENÁRIO GAÚCHO JORNALÍSTICO SE REÚNE PARA UM CHÁ COM MULHERES DE RADIODIFUSORES DO CONGRESSO DA AGERT

A jornalista Ana Amélia Lemos reuniu, nesta quarta feira, no charmoso coffee shop do Moutain Village Hotel, em Canela, cerca de 60 mulheres de radiodifusores para um chá.

Nesse encontro, que foi uma extensão do 18º Congresso da Agert, Ana Amélia não se prendeu à discussão sobre o cenário político atual, preferiu ressaltar questões como a deficiência na área da educação e de recursos humanos no Brasil, bem como os valores criativos, os quais devem crescer junto com as emissoras de rádio e Tv que, segundo a jornalista, deveriam ser resgatados.

Porém, não poderia ser deixado de lado o papel que a mulher representa na sociedade hoje.

Ana Amélia acabou fazendo dessa discussão uma conversa super informal com as congressistas, citando a multifuncionalidade da mulher, o que a proporciona uma grande capacidade para encarar o mundo com outros olhos.

Por fim, o encontro se completou com alguns petiscos e deliciosos croassaints de chocolate, seguidos, claro, de uma diversidade de chás.


Sara Souza
Eliana Camejo Comunicação Empresarial

Encontro Regional de Rádio e Televisão da AGERT mobilizou radiodifusores de todo o Estado

O “Encontro Regional de Rádio e Televisão – Região Planalto” promovido pela AGERT, em parceria com o SindiRádio, reuniu nesta quinta-feira, (7/4), cerca de 250 pessoas, entre radiodifusores de várias regiões do Estado, autoridades locais e estaduais, empresários, jornalistas, publicitários, professores de Comunicação e estudantes. O segundo encontro de 2005, debateu temas de interesse da radiodifusão gaúcha e no Brasil, no Centro de Eventos da Universidade de Passo Fundo (UPF).

O presidente da AGERT, Afonso Antunes da Motta, salientou o sucesso deste sexto encontro, realizado em quase dois anos de gestão na AGERT. “Isto significa a capacidade de relacionamento com as quase 300 emissoras filiadas, alcançando através do rádio e da televisão 100% dos lares gaúchos”, enfatizou.

O evento iniciou com o painel “Limites da Liberdade de Expressão nos Veículos de Comunicação – A Intimidade Frente ao Interesse Público”, com o painelista, o advogado e professor da UPF, José Osmar Teixeira. Os debates foram realizados pelo presidente do SindiRádio, Ary dos Santos, pelo proprietário da Rádio Uirapuru e Diretor do Interior, Jerônimo Fragomeni e coordenação do vice-presidente Regional Planalto, Wanderlei Ruivo dos Santos.

O presidente do SindiRádio, Ary dos Santos, destacou a importância deste encontro para o fortalecimento da radiodifusão. “Mostrando que a AGERT está no rumo certo na busca de passar conhecimento aos seus associados”, concluiu.

Conforme o coordenador do evento, o Diretor do Interior, Jerônimo Fragomeni, o evento foi grandioso com um número expressivo de participantes. “E a grande contribuição deste encontro para todos os veículos de comunicação com as nossas palestras”, enfatizou.

O segundo painel abordou o tema “Razões do Sucesso da Mídia em Rádio: Ponto de Vista de um Empresário Bem-Sucedido”, com o diretor da FENABRAV, Renato Bellotti. Os debatedores foram o radiodifusor e vice-presidente de Capacitação, Carlos Domingos Piccoli e dos representantes da Qualitá Propaganda, Evandro da Silva e da Preview Publicidade, Marcelo Batezini e a coordenação do Diretor de Marketing, Antônio Donádio.

O último painel “A Empresa Legal em Disputa com a Ilegal: Como mudar este Quadro”, teve como painelista o deputado federal Beto Albuquerque, e debatedores o vereador de Porto Alegre, Adeli Sel e o Gerente Regional da RBS, Harry Nicolau Johann e coordenação do membro do Conselho de Comunicação Social e Diretor Geral da RBS, Paulo Tonet Camargo.

Para o deputado federal, Beto Albuquerque, o debate sobre ilegalidade vem a esclarecer que tudo que é ilegal deve ser banido pela sociedade. “É impossível concorrer com a pirataria. Existe uma lei sobre rádios comunitárias que devem ser cumpridas e venho afirmar que o nosso governo federal não vai tolerar a ilegalidade seja no rádio, na televisão ou em qualquer setor. As emissoras são bem vindas e existem mais de cem emissoras autorizadas legalmente para funcionar”, afirmou. “O deputado Beto Albuquerque, levará para o governo central a realidade da nossa comunidade aqui do interior”, ressaltou o Diretor do Interior Jerônimo Fragomeni.






Informação: AGERT